• facebook
  • twitter
  • youtube
  • blog
  • g+
  • email
  • rifa para ajudar animais
  • camisetas ong animais
  • adote um cão ou gato

Curiosidades...

 

Como um lindo boizinho vira bife, para nutrir seu paladar!!!

HÁ MAIS CABEÇAS DE GADO DO QUE DE GENTE NO Brasil. Ainda que enviemos 43 milhões delas para o abatedouro todos os anos. Essa é a
história da vida de um filé antes de ele chegar ao seu prato.

1. MONTA NATURAL
É o jeito clássico de fazer filhos: na época de chuvas, a vaca entra no cio e o touro faz o que o touro deve fazer. Cerca de 90% dos bezerros nascem assim.

2. INSEMINAÇÃO ARTIFICIAL
Há ainda a fertilização induzida. Mas como detectar o cio? Para isso, usam-se vacas lésbicas (que recebem hormônios masculinos) ou touros que não conseguem fecundar (por causa de cirurgias que entortam o pênis ou amarram o prepúcio"). Esses animais carregam sacos de tinta e, ao tentar acasalar, mancham a vaca.

3. FAZENDO BEZERROS
Identificando o cio, o veterinário usa uma das mãos para injetar a pipeta com sêmen na vagina da vaca. A outra ele coloca no ânus, para sentir se está injetando no lugar certo. Também é preciso estimular o clitóris para provocar um orgasmo. O líquido liberado no clímax é imprescindível à fecundação.

VACA SEM FILHO VAI PARA A BOLÍVIA
Quem não engravida vai para o abate. E a carne, considerada mais dura, é vendida a mercados secundários, como Bolívia e Peru.

4. NASCIMENTO
Os bezerrinhos nascem 10 meses depois. Eles serão amamentados e vacinados por 7 meses. Período concluído, as fêmeas voltam a engravidar. E os bezerros começam a engorda.

5. PASTO
Nos próximos dois anos e meio, o boi levará a vida que pediu ao deus bovino. Vai comer, beber, mugir com os amigos e fazer boizinhos. Só tem uma obrigação: engordar normalmente.

6. CONFINAMENTO
O abate se aproxima e a engorda é acelerada. Os bois são castrados e, para não perder peso, passam quase 3 meses sem andar. Mas a ração é de primeira: capim, cereais, melaço de cana, vitaminas e sais.

7. TRANSPORTE
Para um boi, a morte pesa 450 kg. Ao atingir este peso, o animal é enviado ao matadouro. A viagem é estressante. O animal urina e sua mais do que o normal e chega a perder até 3% do peso.

8. BANHO RELAX
As primeiras 24 horas no matadouro não são ruins. Para relaxar, recuperar o peso e esvaziar o intestino (o que facilitará a limpeza das tripas), os bois só bebem água e tomam duchas.

9. EXAME FINAL
Uma hora antes do abate, os bois são examinados. Quem passar no teste vai para a fila do abate. Os doentes são mortos separadamente. Se a doença for grave, a carcaça é incinerada.

BOI DOENTE VIRA VELA
Se a doença não for grave, depois do abate a carcaça é enviada para a graxaria, onde será cozida numa panela de pressão gigante. O que sai é um caldo gorduroso, usado para fazer velas, detergentes, explosivos, tintas e pneus.

10. CORREDOR DA MORTE
Normalmente há curvas para que os animais não saibam o que está acontecendo. E, nas paredes, dispositivos antiempaque dão choques leves ou emitem ruídos. Um banho evita que a sujeira contamine a carne.

11. TIRO CERTEIRO
No boxe de atordoamento, o animal recebe um tiro com pistola de pressão – ou um dardo que perfura o cérebro e desmaia. A partir daí, para que não corra o risco de acordar, o boi deve ser morto em no máximo 3 minutos.

12. DESMAIO
Uma portinhola se abre e o animal cai desacordado numa espécie de esteira. Ele será içado pelas patas para ficar com o pescoço para baixo.

13. CORTE CERTEIRO
Primeiro, um corte na pele do pescoço. Depois, é só esticar o braço e chegar à jugular: o boi está oficialmente morto. Durante 3 minutos, seus 20 litros de sangue escorrerão numa canaleta para ser vendidos a fábricas de ração para cães e gatos.

14. CORTE E COSTURA
Começa o desmonte do boi. Os chifres são serrados, patas e rabos são cortados, o couro é retirado e o abdômen é aberto para a separação das vísceras. Só então a carcaça é colocada numa câmara de resfriamento para que a carne recupere seu ph normal – o estresse pré-morte libera ácido láctico, que endurece a carne.

15. BIFE NO PRATO
Cada brasileiro consome cerca de 26 quilos de carne por ano – terceiro maior consumo per capita do mundo, atrás da Argentina e dos EUA.

UTILIDADES DA CARCAÇA

Mucosa do estômago – coalho e laticínios

Pêlos do rabo – pincéis e filtro de ar

Tripas – fios cirúrgicos, cordas para raquete e capa de salsicha

Casco das patas e chifres – Pó para extintor de incêndio e
lubrificantes.

Cálculos biliares – Pérolas artificiais

Couro – filme fotográfico, cola, gelatina e cápsulas farmacêuticas
 

-