• facebook
  • twitter
  • youtube
  • blog
  • g+
  • email
  • abrigo de animais
  • quero adotar cão ou gato
  • adoção com responsabilidade

Dicas...

 

Adotar e devolver!!! Nada justifica.

Ao mesmo tempo que a adoção é uma das melhores ajudas que existem para nós “protetores” e também para o animal que ganhou a chance de uma nova e feliz vida; a devolução causa um desastre emocional para nós porque depois de tanto esforço em salvar uma vida, noites sem dormir, idas e vindas a veterinários, abrir mão de conforto e comodismo, divulgar o animal, conversar e selecionar o adotante, entregar o bichinho para sua nova família e responder as dúvidas prós doação, enquanto a situação não se resolve, percebemos que todo nosso esforço foi em vão e que aquele ser e seu bem estar importava apenas para nós, e teremos que recomeçar novamente, do zero.

 

Causa também uma devastação na vida do animal que sofre rejeição, sentirá falta de sua vida, fica marginalizado perante as outras pessoas pois a impressão que dá é que há algo errado com o animal e te digo com certeza que, 100% das vezes a responsabilidade é da pessoa que adotou, ou porque não refletiu se realmente queria esta responsabilidade, ou porque tem problemas pessoais e acaba por descontar no recém chegado, ou por falta de liderança e disciplina (assim que chegam tudo pode pois são a novidade, conforme o tempo vai passando as regalias são tiradas, desta forma o animal sofre e não entende por que. Então seja equilibrado com seu pet e eduque, discipline, se não tem condições emocionais para isto, contrate um adestrador, um dog Walker, administre florais, enfim, encontre uma solução como se fosse um filho.A responsabilidade é a mesma, um ser que precisa de você.

A verdade é que nós nos sacrificamos e muito a cada resgate, mas muitas pessoas ao adotarem não querem abrir mão de nada, querem receber um animal pronto e educado da maneira que lhe convém, e na primeira dificuldade na adaptação que encontram, a solução é a devolução que ás vezes acontece meses depois, e algumas pessoas chegam ao absurdo de sugerir depois de anos... Veja que este animal muitas vezes tinha outros pretendentes na época do resgate e escolhemos o que consideremos o melhor para o animal, mas quando há a devolução a pessoa que tinha intenção de ajudar na verdade atrapalha e muito, as pessoas acabam por marginalizar o animal devolvido como se os problemas fosse dele, como direi meu guru “Cezar Milla, o encantador de cães” os animais são ótimos, as pessoas nem sempre... rsrsr brincadeiras á parte, é possível até sociabilizar um animal de rinha, que é acostumado a brigar a te a morte, com amor, liderança e atividade física este animal pode conviver de forma harmônica com outros cães...

Então quando você resolver comprar ou adotar um animal pense, o mesmo questionamento que deveria ser feito ao escolher virar mãe, está disposta ao trabalho que ele dará??? Se ele estiver doente está disposta a cuidar dele até seus últimos suspiros??? O que acontece se sua vida mudar e mudar de casa ou apto??? Está com disposição e amor suficiente para ensinar o que ele precisa aprender para uma convivência harmônica com você??? Está adotando porque realmente quer ou pelos outros??? Está ciente que pode perder algum sofá, chinelos, celular etc.

Quando um animal estraga algo a responsabilidade é sempre a sua, você é seu tutor e cabe a você transformar o ambiente em seguro para ele.

Conscientemente sei que não devemos criar expectativas quanto as pessoas, mas é uma decepção quando temos que retirar o animal de uma pessoa que julgávamos ótima, dá aquela sensação de fracasso portanto, NUNCA compre ou adote um animal por impulso, por ser bonitinho, por ser filhote se não estiver disposto a que dê certo de verdade...