• facebook
  • twitter
  • youtube
  • blog
  • g+
  • email
  • abrigo de animais
  • quero adotar cão ou gato
  • adoção com responsabilidade

Dicas...

 

Meu cão anda muito estressado!

Não são apenas os homens que sofrem de estresse. Os animais também.

Sob condições adversas, como viagens, mudança de ambiente ou na rotina da casa, os animais podem reagir com mudanças fisiológicas e comportamentais.

Alguns animais apresentam diarréias quando voltam do banho em petshops.

Por melhor que seja o tratamento oferecido, para esses animais a situação gera estresse capaz de causar-lhes diarréia.

esses casos, é aconselhável que o dono acompanhe o animal durante o banho.

A introdução de um novo animal na casa pode ser um fator estressante para outro que já viva no ambiente, independente da espécie. A reação pode ser comportamental, com sinais que vão da agressividade à apatia, ou fisiológicos, com vômitos, diarréa ou perda de apetite.

A morte do dono é uma situação de estress extremo. Muitos animais se recusam a comer por vários dias e perdem o interesse por tudo que os cercam.

Há casos em que o animal chega a adoecer e até mesmo morrer, logo após a morte de seu dono.

Em cães e gatos, a ausência do dono, diminuição do tempo ou freqüência dos passeios, mudança de um empregado da casa, obras ou reformas ou situações em que o dono passa menos horas com o animal, podem causar estresse.

Na maioria dos casos, retirando-se a causa do estresse, o animal volta à sua vida normal. O estresse não é uma "doença" nos animais, mas um estado bastante comum. Ele pode gerar queda de resistência no organismo e levar a uma doença.
O estresse não pode servir de diagnóstico antes de se eliminar todas as outras prováveis causas que levem a mudanças no comportamento e fisiologia.

Nem todo o animal que está "diferente", está estressado.
Ele pode estar doente.